arquivos da categoria "arte tradicional | traditional art"
archive for the "arte tradicional | traditional art" category

Histórico

Nunca acho o que eu quero, na qualidade que eu quero num preço acessível, portanto eu sempre acabo fazendo a coisa eu mesmo.

Este video mostra o processo de fabricaçãde uma mesa que fiz pra trabalhar melhor no meu estúdio

Detalhes

Data


08/mar/2009


History

I never find the things I want, in the quality I want with an accessible price. Therefore I always end by making myself these things

This video shows the making of process of a table I made for my studio.

Details

Date


08/mar/2009



 

Histórico

A academia se mudaria para o prédio em frente, e me pediram para sugerir algo para a fachada.

Em Julho eu fiz um desenho a mão, sugerindo uma escultura no alto do prédio, e eu disse que saberia executar a escultura.

Eles gostaram, mas um dos donos ficou na dúvida se eu realmente conseguiria fazer aquela escultura.

Então eu fiz uma versão pequena para a aprovação. (páginas anteriores)

Em Setembro, às vesperas da inauguração da nova academia, surge outra dúvida sobre a fachada. Desta vez pela parte do outro dono.

Como eles haviam perdido o meu desenho, resolvi apelar para o 3D, que ilustra melhor posições de cameras, sugestão de iluminação, etc… (veja as imagens em 3D na seção “modelagem 3d” deste mesmo site.)

Na semana seguinte, eu comecei a fazer a escultura em um mezanino da academia nova, no mesmo tempo em que a mudanca da mesma acontecia.

Clique nas imagens ao lado para ampliá-las ->

Técnica

Molde positivo (macho):
Argila

Molde negativo (femea):
Fibra de vidro

Replica do original:
Fibra de vidro

Data


27/Set/2007


History

The Gym was going to move to the front building, and they asked me to suggest something to the facade.

On July I made a freehand drawing, suggesting a sculpture on the top of the facade, and I said I was able to execute the sculpture.

They liked, but one of the owners was in doubt about if I was really able of doing a sculpture.

So I made a small version to be approved. (previous pages)

On September, about to inaugurate the new gym, another doubt about the facade arises. this time from the part of the other owner.

As they’ve lost my drawing, I decided to appeal to 3D, that better illustrates camera positions, illumination suggestions, etc… (see the 3D images on the “3D modeling” section in this same site.)

On the following week, I started to make the sculpture on a mezzanine in the new gym at the same time its moving was happening.

<- Click on images beside to enlarge them

Técnica

Positive (male) mold:
Clay

Negative (female) mold:
Fibber glass

Replica:
Fibber glass

Date


27/Sep/2007




Modelando / Modelling


Modelo pronto / Ready model


Tirando o molde / Making the mold


Fixando na parede / Placing on the wall


Pintando / Painting


Obra pronta / Ready work


 

Histórico

A academia se mudaria para o prédio em frente, e me pediram para sugerir algo para a fachada.

Em Julho eu fiz um desenho a mão, sugerindo uma escultura no alto do prédio, e eu disse que saberia executar a escultura.

Eles gostaram, mas um dos donos ficou na dúvida se eu realmente conseguiria fazer aquela escultura.

Então eu fiz uma versão pequena para a aprovação. (página anterior)

Um mês depois, eu fiz outra escultura de um corpo feminino (foto ao lado) aproximadamente do mesmo tamanho, e por fim, essas duas amostras acabaram sendo usadas para decorar as portas dos banheiros.

Clique nas imagens ao lado para ampliá-las ->

Técnica

Molde positivo (macho):
Argila

Molde negativo (femea):
Fibra de vidro

Replica do original:
Gesso

Data


21/Ago/2007


History

The Gym was going to move to the front building, and they asked me to suggest something to the facade.

On July I made a freehand drawing, suggesting a sculpture on the top of the facade, and I said I was able to execute the sculpture.

They liked, but one of the owners was in doubt about if I was really able of doing a sculpture.

So I made a small version to be approved. (previous page)

A month later, I made another sculpture of a female body (beside image) approximately with the same size, and in the end, these two samples became bathrooms’ door ornament.

<- Click on images beside to enlarge them

Técnica

Positive (male) mold:
Clay

Negative (female) mold:
Fibber glass

Replica:
Plaster

Date


21/Aug/2007




Moldes ♠ Molds

Gesso sem pintura ♠ Paintless plaster


Obra pronta ♠ Ready work

 

Histórico

A academia se mudaria para o prédio em frente, e me pediram para sugerir algo para a fachada.

Em Julho eu fiz um desenho a mão, sugerindo uma escultura no alto do prédio, e eu disse que saberia executar a escultura.

Eles gostaram, mas um dos donos ficou na dúvida se eu realmente conseguiria fazer aquela escultura.

Então eu fiz uma versão pequena para a aprovação. (foto ao lado)

Um mês depois, eu fiz outra escultura de um corpo feminino (próxima página) aproximadamente do mesmo tamanho, e por fim, essas duas amostras acabaram sendo usadas para decorar as portas dos banheiros.

(Obs.: infelizmente eu perdi a foto que mostra o corpo masculino ainda em argila.)

Clique nas imagens ao lado para ampliá-las ->

Técnica

Molde positivo (macho):
Argila

Molde negativo (femea):
Fibra de vidro

Replica do original:
Gesso

Data


?/Jul/2007


History

The Gym was going to move to the front building, and they asked me to suggest something to the facade.

On July I made a freehand drawing, suggesting a sculpture on the top of the facade, and I said I was able to execute the sculpture.

They liked, but one of the owners was in doubt about if I was really able of doing a sculpture.

So I made a small version to be approved. (beside image)

A month later, I made another sculpture of a female body (next page) approximately with the same size, and in the end, these two samples became bathrooms’ door ornament.

(Note: unfortunately I lost the picture that shows the male body on the clay stage.)

<- Click on images beside to enlarge them

Técnica

Positive (male) mold:
Clay

Negative (female) mold:
Fibber glass

Replica:
Plaster

Date


?/Jul/2007




Moldes ♠ Molds

Gesso sem pintura ♠ Paintless plaster


Obra pronta ♠ Ready work

 

Histórico

O dono de uma LAN-house iria abrir uma nova unidade de suas LAN-houses, e queria cenas de jogos nas paredes.

Ele me mostrou uma foto de uma das unidades, e me explicou que as cenas nas paredes foram feitas com impressão, que além de caro, não tinham a qualidade que ele desejava.
Ele disse que tinha pensado em pintura aerografada, mas ele não gosta deste ‘estilo’ (cores mal combinadas, cenas ‘viajadas’, etc…). Resumindo, ele queria algo fiel as cenas originais dos jogos da atualidade, nada de ‘viajens de artista maluco’.

Expliquei a ele minha maneira de trabalhar, e uma das técnicas que uso quando o cliente tem um nível de exigência como este que é projeção com slide, e citei como exemplo o trabalho que eu fiz para o grupo “Os Indios” (trabalho anterior). Uso a projeção apenas para riscar as cenas, pois desenhar numa area muito grande, é comum ‘se perder’ e a cena sair de proporção. E na hora de pintar eu uso a cena impressa para seguir fielmente as cores a serem usadas.

Ele ficou interessado e dias mais pra frente comecei o trabalho.

Este foi um trabalho que eu diria… ‘composto’, pois teve diferentes etapas e tipos de trabalhos que eu faco. Computação gráfica, modelagem 3d, edição de foto, e pintura em parede.

Computação gráfica.
A equipe dele ficou de montar e escolher as cenas dos jogos, mas ele me ligou me chamando pra fazer essa parte, porque eles pareciam estar tendo dificuldades em montar a cena.

Cheguei lá, e boa parte das cenas já estavam escolhidas. Ele me apresentou os jogos e me colocou pra jogar um pouco de cada para ajudar na inspiração (pois eu sou totalmente desatualizado em videogames. Meus conhecimentos em videogame ficaram na ‘geração mega-drive’).

Seguindo as medidas das paredes, eu montei as cenas, a equipe aprovou, mas o cliente ainda estava em dúvida.

Modelagem 3D.
Peguei as medidas da loja, e fiz a planta num programa de modelagem 3D, e coloquei todas as texturas nos objetos e a iluminação que ele tinha me explicado que queria, e fiz uma simulação 3D de como a nova loja ficaria com animações e imagens.

Pintura na parede.
As cenas aprovadas, comecei a pintar.

Eu estourei o prazo pois nunca tinha feito algo tão grande, e estava a 3 anos sem pintar em paredes, portanto demorei muito mais do que prometi a ele.

O serviço de pintura teve 3 etapas. Comecei pintando pelo segundo piso, depois o primeiro piso, e por último a fachada do prédio.

O cliente tinha tudo em mente, exceto a fachada do prédio, então tivemos que criar juntos.

Edição de foto.
Um de seus funcionários esboçou algo que o cliente pediu pra eu amadurecer aquela idéia.

Fotografei a fachada da loja de diferentes pontos da rua, para termos uma noção da visão de quem vem de carro, de quem vem a pé, quem sai do shopping que fica na esquina, etc…

Peguei uma das foto e fiz uma edição com diferentes versões de cores. Ele gostou, mas continuou em dúvida. então, novamente fiz uma simulacao 3D. Desta vez com a fachada, a rua, cameras posicionadas na esquinas, na frente do prédio, no meio da rua, na saída do shopping, coloquei iluminação do sol, e dos postes para ele ter uma noção de como ficaria de dia e de noite (pois ‘como’ iriamos iluminar a fachada do prédio também era uma preocupação).

Idéia aprovada, voltei as pinturas.

O logotipo eu risquei e pintei, As elipses eu apenas risquei (que deu um trabalho considerável, pois não achava a fórmula, e a parede era curva) e o pintor da obra as pintou.

Obs.: Nesta seção somente estão disponíveis as imagens das pinturas. As imagens das edições de fotos, e modelagem 3D que fiz para esse trabalho, estão nas galerias dos respectivos assuntos neste mesmo site.

Clique nas imagens ao lado para ampliá-las ->

Técnica

Interior: Aerógrafo e revólver de pintura.
Fachada: Pincél e rolo.

Data


Jan-Abr/2006


History

A LAN-house’s owner would open a new unit of his LAN-houses, and he wanted computer-games’ scenes on the walls.

He showed me a picture of one of the units, and he explained me that the scenes on the walls were printed, and besides the fact they were expensive, they hadn’t the quality he was searching for.
He said he had thought about aerographed paint, but he doesn’t like this ‘style’ (bad-combined colors, ‘flyied’ scenes, etc…). Resuming, he wanted something faithfull to the original current computer-games’ scenes, and nothing like ‘flights of a crazy artist’.

I explained him my way of work, and one of my techniques when the customer has a demand level like this. I use slide projection, and I mentioned as example my last job to the motorcycle club ‘Os Indios’ (The Indians). I use slide projection only to trace the scenes, cause to draw on big areas, is common ‘to get lost’ and the scene become out of proportion. And at paint time, I use a printed scene only to follow faithfully the original colors to be used.

He got interested and days ahead I started to work.

This was a kind of… I would say… ‘composed’ job, cause it had different stages and kind of services I do. Computer graphic, 3D modeling, photo edition, wall painting.

Computer graphics.
His team was designate to choose and create the games’ scenes, but he called me to do this part, cause they seemed to be having difficulties to create the scenes.

I arrive there, and a good part of the scenes was already picked. He introduced me the games and put me to play a little of each one to help my inspiration (cause I was completely outdated in videogames. My knowledge in videogames stayed behind with mega-drive generation).

Following the walls’ measures, I composed the scenes, the team aproved, but the customer was not so sure about it.

3D modeling.
I got the building’s measures, and I made the plan in a 3D modeling programm, and I put all the textures and ilumination he had explained me he wanted to be, and I made a 3D animation and still images simulation of how the new building would be.

Wall painting.
With the approved scenes, I started to paint.

I exceeded the period cause I never had done a paintjob that big, and I was about 3 years without paint on walls, therefore I took much more time I told him I would.

The paintjob had 3 stages. I started painting the second floor, then the first floor, and ending by the building’s facade.

The customer had everything in mind except the facade, so we had to create together.

Photo edition.
One of his employee sketched something, and the customer asked me to mature that idea.

I took pictures of the building’s facade from different points of the street, for we to have a better notion of the view of those who comes by car, or walking, who gets out the mall placed on the corner, etc…

I used one of the pictures and I made an edition using different version of colors. He liked, but he was still not sure. So, I made another 3D simulation. This time with the building’s facade, the street, cameras placed on the corners of the street, in front of the building, on the middle of the street, in front of the mall entrance, I made sun and sky ilumination, and the street poles for he to have a notion of how it would look like at day and night (as ‘how’ we were going to iluminate the building was also a concern).

Approved idea, I returned to paintings.

The logo I traced and painted, the elipses I only traced them (what gave me a lot of work, cause I was not finding their formula and the wall was curved) and the building painter painted them.

Obs.: In this section only the images of the paintjob are available . The computergraphic, photo-edition and 3D modeling images of this job are in the respective subject’s galleries in this same site.

<- Click on images beside to enlarge them

Technique

Inner: Airbrush (aerographer) and painting-gun
Facade: Roll and brush

Date


Jan-Apr/2006




Obra pronta ♠ Finished job


Cenas do 1o piso ♠ 1st Floor scenes


Cenas do 2o piso ♠ 2nd Floor scenes


Detalhes ♠ Closes


Procedimento ♠ Making of


Previsão 3D vs Obra pronta ♠ 3D preview vs Performed work




 

Histórico

Essa aí eu achei nos orkuts e fotologs da vida. Muito provavelmente vocês já devem saber quem ela é.

O que me chamou a atenção nela, além da beleza, é sua atitude (coisa cada vez mais raras nas mulheres) pois ela além de malhar pesado, ainda tem altos projetos como comunidades, sites, revistas com o objetivo de abrir a cabeça da mulherada para os benefícios da musculação para mulheres.

Meus valores em relação a mulher musculosa mudaram muito desde que minha ex me deixou, mas como eu me identifico muito com a idéia dela, eu acabei sentindo vontade de desenhá-la, e de divulgar seu trabalho.

Técnica

Grafite HB 0.5 sobre papel (sulfite comum tamanho A4)

Data


17/Jan/2006


History

This is one I found in orkut and photologs. Probably you’ve known her.

What got my attention beyond her beauty, was her atittude (a rare thing in women) cause besides the fact she bodybuild for good, she’s got a lot of projects as communities, sites, magazines with the purpose of open the women’s mind for the benefits of bodybuilding for women.

My values about muscle women changed a lot since my ex left me, but as I identify myself a lot with her goals I felt like drawing her and publishing her work.

Technique

Graffiti HB 0.5 over paper (standard A4 format)

Date


17/Jan/2006





– Ampliar imagem / Enlarge image –
 

Histórico

Esta é uma amiga virtual (do Orkut).
O tipo de mulher que eu chamo de “achado”. Ela é jóia rara demais. Fico muito feliz em saber que existe mulher como ela.


E o máximo que eu pude fazer para que ela soubesse disso, foi desenhá-la.

Técnica

Grafite HB 0.5 sobre papel (sulfite comum tamanho A4)

Data


05/Nov/2005


History

This is a virtual friend (from Orkut).
The kind of woman I call “discovery”. She is a too rare jewel. I’m glad to know that a woman like her exists.


And the most I could do for her to know this, was drawing her.

Technique

Graffiti HB 0.5 over paper (standard A4 format)

Date


05/Nov/2005





– Ampliar imagem / Enlarge image –
 

Histórico

Esta é uma amiga virtual (do Orkut).
O tipo de mulher que eu chamo de “achado”. Ela é jóia rara demais. Fico muito feliz em saber que existe mulher como ela.


E o máximo que eu pude fazer para que ela soubesse disso, foi desenhá-la.

Técnica

Grafite HB 0.5 sobre papel (sulfite comum tamanho A4)

Data


05/Nov/2005


History

This is a virtual friend (from Orkut).
The kind of woman I call “discovery”. She is a too rare jewel. I’m glad to know that a woman like her exists.


And the most I could do for her to know this, was drawing her.

Technique

Graffiti HB 0.5 over paper (standard A4 format)

Date


05/Nov/2005





– Ampliar imagem / Enlarge image –
 

Histórico

Este é um desenho que eu fiz para uma amiga minha da academia que eu treino. Ela tem uma beleza muito diferente e exótica.
Ela está terminando os estudos aqui e voltará para sua cidade até o fim deste ano, e eu não sei se a verei novamente.

Eu não posso pedí-la para ficar, e eu não posso pedí-la para que me leve com ela. Então eu pedi para ela deixar pelo menos uma foto de seu rosto, pois ela é algo que realmente vale a pena se olhar.

Técnica

Grafite HB 0.5 sobre papel (sulfite comum tamanho A4)

Data


21/Jun/2005


History

This is a drawing I made to a friend of the gym I train. She has a very different and exotic beauty.
She’s finishing her studies here and she’s gonna come back to her town in the end of this year, and I don’t know if I’ll see her again.

I can’t ask her to stay, and can’t ask her to take me with her. So I asked at least to leave me a single photo of her face, cause she’s something that really worth to look at.

Technique

Graffiti HB 0.5 over paper (standard A4 format)

Date


21/Jun/2005





– Ampliar imagem / Enlarge image –
 

Histórico

Conheci a roqueira Pitty em um evento que fui fotografar em 2004. Fomos apresentados por uma amiga que temos em comum. Conversa muito breve, tempo muito corrido.
No ano seguinte, eu não pude ir, mas acabei fazendo esse desenho e pedi para esta amiga entregá-lo.
Ela TAMBÉM não respondeu até hoje. Espero que ela tenha gostado.

Escaneei uma cópia pra mim, e coloquei aqui no site.

Técnica

Grafite HB 0.5 sobre papel (sulfite comum tamanho A4)

Data


11/Jun/2005


History

I met the rockstar Pitty at a show I went to take pictures at 2004. We were introduced by a friend we have in common. Soon talk, short time.
This year (2005) I couldn’t go there again, but I made this and gave it to this friend to give her.
She ALSO didn’t answer yet, but I hope she liked it.

I scanned a copy for me, and put here in my site.

Technique

Graffiti HB 0.5 over paper (standard A4 format)

Date


11/Jun/2005





– Ampliar imagem / Enlarge image –