Arquivo pelo mês de "September" de 2015
Archive for September, 2015
amcaos_-_2015-09-15

Vós sabeis aquela vontade que se tem de acordar ao lado de uma bela mulher, com o corpo todo encaixado e abraçado no dela de um jeito que somente os homens com a índole de macho-protetor sabem fazer?


Aquela mulher escolhida e preferida para a qual se é reciprocamente o escolhido e preferido?


De se ter a primeira visão do dia a imagem de sua nuca com seus cabelos “escorrendo” por cima do braço de homem o qual ela usa como travesseiro?


E de tudo mais naquela mulher além de sua imagem, tais como: Cheiro, calor, maciez, som da respiração, e outros ítens que palavras humanas não me permitem descrever, parecem estar pedindo por sexo?


Como se cada um desses ítens que compõem sua feminilidade estivessem na mais perfeita harmonia e sincronia a tocar alto e forte uma música de uma nota só a qual faz o corpo do homem inevitavelmente entrar em ressonância, vibrando exatamente na freqüência dela como se ele fosse a própria música que ela toca?


Aquele famoso poder que as fêmeas têm sobre os machos em quase todas as espécies animais que habitam esse planeta?


De se sentir levado por essa força meio que sem perceber por se estar ainda “embriagado” de sono, de forma a não se saber distinguir se: Aquela sensação paradisíaca de se ter o “gôsto” daquela mulher em cada “boca” dos cinco e demais sentidos seria na verdade: A realidade no despertar ou ainda o sonho no adormecer?


De se abraçar essa mulher lentamente mais forte, trazendo-a ainda mais perto de si, como quem quisesse entrar em seu universo, e curiosamente assim o sexo acontece como se fosse uma metáfora dessa vontade?


De se ter o corpo “encasulando-a”, prendendo assim seus movimentos, e então de começar a se mover rumo a esse universo e voltar de forma bem lenta para poder se saborear todos os instantes que existem na transição de sua branda respiração até os primeiros gemidos tão suaves que mal podem ser escutados?


De então se girar os corpos a fim de ficar por cima dela, sem interromper esse encaixe e ritmo de movimentação, e de agora fazê-la sentir aquele corpo de homem pesando sobre o dela, cheio de calor e vontade, mas de continuar nesse ritmo lento e macio, porém tão concentrado nela como se estivesse querendo ouvir os seus pensamentos?


Dela arquear seu corpo para trás e de se encaixar o rosto ao lado do dela, sentindo mesmo de olhos fechados a maneira como ela não consegue mais manter seus lábios cerrados e tão pouco seus gemidos tão suaves?


De se ter essa mulher “correndo” os seus dedos rápida e descoordenadamente de encontro a aquelas mãos de homem a fim de segurá-las com os dedos entrelaçados como quem quisesse se segurar, pois agora a sensação de prazer que a toma está tão intensa em seu corpo que ela tem a surreal impressão de que vai cair?


De se projetar para dentro desse universo com mais força e intensidade de forma que a respiração começa a soar como grunidos, pois são os gemidos que um macho emite dentre os dentes quando se está possuindo uma fêmea?


De se ter as mãos apertando as delas? De se ter os braços apertando seu torso? De se ter o corpo pesando sobre o dela? De se ter os quadris batendo contra os dela porém sem perder o contato a fim de maximizar o prazer dela?


De se ficar assim como se não houvesse amanhã? De se tentar prolongar ao máximo esse ápice de prazer? De se tentar não acordar desse sonho caso ainda se esteja dormindo?


Vós sabeis aquela vontade a qual eu acabo de descrever?


Pois é! Eu acordei com ela hoje.


Mas CADÊ que não tem essa mulher do meu lado na minha cama?


.





Um bom dia para vós que tendes com quem saciar essa vontade. Um bom dia para os felizes casais que me lêem.
.
Ás
I have not translated yet. I’m sorry for this.


Please check back soon
.
Ace
 
Testando enquadramento, iluminação e “chroma key”.
Testing framing, illumination and chroma key.

Por enquanto, comentários só são possíveis na minha página de Facebook “AMCAOS”.


Para ir para o endereço referente a esse vídeo lá, clicai aqui.
.
Ás
For now, comments are only possible at my Facebook page “AMCAOS”.


To go to the referent link for this video, click here.
.
Ace
 
Trançando os cabelos de uma amiga
Braiding the hair of a friend of mine.

Por enquanto, comentários só são possíveis na minha página de Facebook “AMCAOS”.


Para ir para o endereço referente a esse vídeo lá, clicai aqui.
.
Ás
For now, comments are only possible at my Facebook page “AMCAOS”.


To go to the referent link for this video, click here.
.
Ace
 
Cortando os cabelos de uma amiga
Trimming the hair of a friend of mine.

Por enquanto, comentários só são possíveis na minha página de Facebook “AMCAOS”.


Para ir para o endereço referente a esse vídeo lá, clicai aqui.
.
Ás
For now, comments are only possible at my Facebook page “AMCAOS”.


To go to the referent link for this video, click here.
.
Ace
 
Conversa à vontade com um amigo durante um passeio pela cidade em um Domingo qualquer.
Talking shit with a friend along a ride in the town on an ordinary Sunday.

(No english captions so far.)

The title is: “It is by talking shit that we manure the life: Ep.2”

Por enquanto, comentários só são possíveis na minha página de Facebook “AMCAOS”.


Para ir para o endereço referente a esse vídeo lá, clicai aqui.
.
Ás
For now, comments are only possible at my Facebook page “AMCAOS”.


To go to the referent link for this video, click here.
.
Ace