Arquivo pelo mês de "January" de 2003
Archive for January, 2003

Histórico

Estava criando personagens para uma história que eu estava em mente. Uma história com uma proposta feminista, e por isso as personagens deveriam ser fortes e independentes.

Esta aí é uma garota que tinha um problema comum em casa.
Pai alcólatra, que batia na mãe, bla bla bla…

Ela batia de frente com a mãe, pois ela acreditava que não era obrigada a aceitar realidade só porque nasceu mulher, e por isso ela treinava musculação e artes marciais, se tornando mais perigosa que muito homem, pois ela não queria crescer, se casar, e virar saco de pancada de marido.

Como ela não tinha a compreensão nem aceitação da mãe sobre sua ideologia e forma física adquirida em consequência dela, ela se cansa e foge de casa.

Anos mais tarde ela volta pra buscar os restante de suas coisas, dá uma surra no pai na frente de toda a família, provando para sua mãe e irmãs que realmente é possível o que ela idealizava, em seguida ela foge de novo.

Desta vez pra sempre.

Técnica

Grafite HB 0.5 sobre papel (sulfite comum tamanho A4)

Data


?/?/2003


History

I was creating characters for a story I had in mind. A story with a feminist proposal, so the characters should be strong and independent.

This one is a girl who had an usual domestic condition.
Alcoholic father, who beat her mother, bla bla bla…

She collided against her mother, cause she believed she was not obligated to acept this reality just because she born as a woman, and because of that she used to train bodybuilding and martial arts becoming more dangerous than most of men, cause she didn’t want to grow, marry, and become a husband’s blow-bag.

As she didn’t have the comprehension and acceptance from her mother about her ideology and body shape acquired by it, she got sick of that all, and ran away from home.

Years later, she returned to get her remaining stuff, she beated her father in the front of the whole family proving to her mother ans sisters what she believed was possible, and then she ran away again.

This time forever.

Technique

Graffiti HB 0.5 over paper (standard A4 format)

Date


?/?/2003





– Ampliar imagem / Enlarge image –
 

Histórico

Estava criando personagens para uma história que eu estava em mente. Uma história com uma proposta feminista, e por isso as personagens deveriam ser fortes e independentes.

Quando eu comecei a fazer o desenho, tinha imaginado ela segurando um capacete na mão direita, pois “motoqueiras” me passam mais ainda a iéia de serem livres e independentes.
Mas eu já tinha decidido fazer ela de mini-saia, e não de shortinho. E como moto e mini-saia não combinam, acabei não fazendo o capacete.
E também porque eu acabei formando um certo preconceito, pois na maior parte das vezes em que se vê uma mulher segurando um capacete, ela não estáo com a moto dela, e sim, esperando “o homem”. Então a imagem da “motoqueira” acaba passando uma idéia contraria do que eu gostaria.

Acreditem… eu gostaria muito que não fosse assim, mas…

Técnica

Grafite HB 0.5 sobre papel (sulfite comum tamanho A4)

Data


?/?/2003


History

I was creating characters for a story I had in mind. A story with a feminist proposal, so the characters should be strong and independent.

When I started to draw, I had in mind to put a helmet in her right hand, cause “she-bikers” pass me even more the idea of being free and independent.
But I already decided to make her wearing a tiny dress, and not a tiny shorts. And as moto-cycle and tiny dress don’t combine, I finish not making the helmet.
And also cause I formed a preconcept at this age, cause most of the time we see a woman holding a helmet, she’s not with her own moto-cycle, but waiting “the man”. So, in the end, the “she-biker” image passes the oposite ideia I wish it to.

Believe… I wish a lot things were not this way, but…

Technique

Graffiti HB 0.5 over paper (standard A4 format)

Date


?/?/2003





– Ampliar imagem / Enlarge image –
 

Histórico

Em 1997 quando eu estava tentando carreira de modelo, eu conheci uma moça que eu gostei muito dela por muito tempo.
Nunca tive uma chance, pois mesmo depois que eu desisti da carreira de modelo, e ela também, a gente ainda se viu muito nos anos seguintes. Mas sempre que eu a encontrava ela estava com alguém, e uma dessas vezes ela estava inclusive com um amigo meu, ex-colega de trabalho (que mundo pequeno, não?).

Em 2002 eu tive uma chance de reencontrá-la num período em que ela estava terminando um relacionamento difícil, e estava abalada e tals, o que me parecia ser uma chance afinal.

Nesse período eu não a deixei sumir de novo, e estava sempre junto, ligando sempre, levando ela de volta pra casa após o seu expediente…
Sempre cheia de história, sempre cheia de desculpa, sempre cheia de não…
E aquilo já tava começando a me irritar, sabe? E eu estava decidido a fechar meu assunto com ela. Sumir. Cortar.

Num belo dia, eu estava vendo umas fotos do reveillon de 2002/2003 e vi ela em uma delas, e tive uma idéia pra um desenho, e nisso eu lembrei que nesses 7 anos que a gente se conhece, ela sempre me cobrou um desenho, coisa que ela pediu pra eu fazer quando a gente se conheceu.

Então eu decidi fazer esse desenho pra ela, como um gesto de “Pronto. Agora não te devo mais nada.” já que minha intenção era ir embora da vida dela de vez.

Eu acabei gostando do desenho, e fiz uma cópia dele com transparência. Então esse desenho tem duas versões. A que ficou comigo e a que ficou com ela.

Entreguei o desenho pra ela, e pouco tempo depois eu a vi na rua de volta com um ex-namorado, e aquilo comprovava que uma das desculpas pra ela não ficar comigo, era falsa. E como ninguém gosta de ser feito de otário, a raiva que eu senti me deu a força que faltava para abrir mão dela de vez (pois “decidir” é uma coisa, “fazer” já é outra coisa).

E esse desenho tem uma certa importância, pois marca o fim de um período na minha vida.

(Obs.: Enquanto eu desenhava, eu escutava a música “Big machine” da banda “Goo Goo Dolls”. Quando estava riscando o fundo pouco acima a esquerda da cabeça dela (esquerda DELA), a música estava numa passagem que eu considero um “solo de bateria”. Em termos de “clima musical” parece ser o “apogeu” da música. (minuto 2:08 ao 2:20) quando ele retorna a cantar dizendo “I’m blind and waiting for you” (eu estou cego e esperando por você) eu parei de riscar porque comecei a chorar.)

Técnica

Grafite HB 0.5 sobre papel (sulfite comum tamanho A4)

Data


?/?/2003


History

In 1997 when I tried a model career, I met a lady who I liked so much for so long.
I never had a chance with her, cause even after I quit the model career, and so did she, we continued to see each other in the following years. But every time we met, she was with someone, and one of them was a friend of mine, an ex co-worker (what a small world, isn’t it?).

In 2002 I had a chance to met her in a period she was breaking a tough relationship, so she was affected, what seemed to me finally a good chance.

In this period I didn’t let her go one more time, standing always close to her, calling regularly, bringing her back home after her job…
Always full of stories, always full of excuses, always full of “no”…
And that was starting to get on my nervs, d’you know? And I was decided to close my “business” with her. To disappear. To cut.

On a beautiful day, I was looking at 2002/2003 reveillon pictures, and I saw her in one of them, and I had an idea of a drawing, and then I remember that in those 7 years, she always charge me for a drawing, one thing she had been asking me since we first met.

So I decided to make this drawing for her, as a gesture of “Here it is. I owe you nothing now”, now that my intention was go away from her life.

In the end, I liked the drawing, and I made a copy for me using transparency. So this drawing has 2 versions. The one I kept, the one she kept.

I deliver the drawing, and a little time later I saw her on the street back with an ex-boyfriend, and that proof one of her excuses for not stay with me, was fake. And as nobody likes to be the fool, the anger I felt gave me the remaining strength to quit her for all. (cause “to decide” is one thing, “to do” is another thing).

And this drawing is a little important to me, cause it marks an end of a period in my life.

(Obs.: While I was drawing this one, I was hearing the song “Big machine” from the band “Goo Goo Dolls”. When I was tracing the background a little above/left her head (HER left), the song was on a passage I consider a “drum solo”. In a “musical climate” term, it seems to be the song’s “apogee”. (minute 2:08 to 2:20) when he returns to sing “I’m blind and waiting for you” I stopped tracing caue I started to cry.)

Technique

Graffiti HB 0.5 over paper (standard A4 format)

Date


?/?/2003





– Ampliar imagem / Enlarge image –
 

Histórico

Eu curti umas botas que eu tinha visto em um dos quadros do artista Raphael Brom, e me inspirei em fazer esse.

Já o cabelo e corpo foi por minha conta.

Técnica

Grafite HB 0.5 sobre papel (sulfite comum tamanho A4)

Data


?/?/2003


History

I liked the boots I saw in one of Raphael Brom’s frames, and I got inspiration to make this.

The hair and body was for my own idea.

Technique

Graffiti HB 0.5 over paper (standard A4 format)

Date


?/?/2003





– Ampliar imagem / Enlarge image –
 

Histórico

Sabe… Eu tenho uma tia, que eu sou fan dela.
Ela é artista também, e tem um estilo de vida que eu gosto muito, e que me inspirou muito a formar varios detalhes de minha personalidade. (mas isso é assunto pra outro dia.)

Tem um quadro dela que ela se desenhou usando um colar e desenhou o seu amado dentro do colar dela, e em outro quadro, ela desenhou o amado dela usando um colar e se desenhou dentro do colar dele.

O amado dela, onde quer que ele esteja, está com um quadro. E minha tia, onde quer que ela esteja, está com o outro quadro.

Inspirado nessa idéia dela, eu fiz esse desenho e o anterior.

Técnica

Grafite HB 0.5 sobre papel (sulfite comum tamanho A4)

Data


?/?/2003


History

D’you know… I got an aunt, and I am her fan.
She is an artist too, and she’s got a life style I like, and inspired me a lot to form my personality. (but this is a subject for another day.)

There’s a frame which she drew herself using a collar and drew her beloved inside her collar, and in another frame, she drew her beloved using a collar and drew herself inside his collar.

Her beloved, wherever he is, he is with one frame. And my aunt, wherever she is, she is with the other frame

Inspired in this idea, I made this drawing, and the previous one.

Technique

Graffiti HB 0.5 over paper (standard A4 format)

Date


?/?/2003





– Ampliar imagem / Enlarge image –
 

Histórico

Sabe… Eu tenho uma tia, que eu sou fan dela.
Ela é artista também, e tem um estilo de vida que eu gosto muito, e que me inspirou muito a formar varios detalhes de minha personalidade. (mas isso é assunto pra outro dia.)

Tem um quadro dela que ela se desenhou usando um colar e desenhou o seu amado dentro do colar dela, e em outro quadro, ela desenhou o amado dela usando um colar e se desenhou dentro do colar dele.

O amado dela, onde quer que ele esteja, está com um quadro. E minha tia, onde quer que ela esteja, está com o outro quadro.

Inspirado nessa idéia dela, eu fiz esse desenho e o seguinte.

Técnica

Grafite HB 0.5 sobre papel (sulfite comum tamanho A4)

Data


?/?/2003


History

D’you know… I got an aunt, and I am her fan.
She is an artist too, and she’s got a life style I like, and inspired me a lot to form my personality. (but this is a subject for another day.)

There’s a frame which she drew herself using a collar and drew her beloved inside her collar, and in another frame, she drew her beloved using a collar and drew herself inside his collar.

Her beloved, wherever he is, he is with one frame. And my aunt, wherever she is, she is with the other frame

Inspired in this idea, I made this drawing, and the next one.

Technique

Graffiti HB 0.5 over paper (standard A4 format)

Date


?/?/2003





– Ampliar imagem / Enlarge image –
 

Histórico

Queria ver como a modelo Ana Hickmann ficaria musculosa.

Neste desenho eu apenas copiei seu rosto, o corpo eu não copiei de lugar nenhum.
É que como eu estudei muito tecidos, músculos, anatomia, luz e sombra, eu não preciso mais de alguém pra posar para mim. Basta eu imaginar uma cena, um tipo de corpo, uma posição, movimento, vento iluminação etc… e eu sei como cada componente estaria (aparentaria), então eu faco.

100% exercício mental

Técnica

Grafite HB 0.5 sobre papel (sulfite comum tamanho A4)

Data


?/?/2003


History

I was wandering how the model Ana Hickmann would look like if she was a bodybuilder.

This drawing I only copy her face, the body I copy from nowhere.
As I study a lot of fabrics, muscles, anatomy, lights n shadows, I don’t need someone to pose to me. All I have to do is imagine a scene, a body type, position, movement, wind, lights etc… and I know how component would be (look like), so I make it.

100% mental exercise.

Technique

Graffiti HB 0.5 over paper (standard A4 format)

Date


?/?/2003





– Ampliar imagem / Enlarge image –
 

Histórico


Detalhes

Câmera: Pentax MX
Filme: 400 ASA, colorido
Iluminação: Local (artificial)

Data


?/Jan/2003


History


Details

Camera: Pentax MX
Film: 400 ASA, color
Illumination: Local (artificial)

Date


?/Jan/2003








– Ampliar imagem | Enlarge image –
 

Histórico

Queria ver como a modelo Ana Hickmann ficaria musculosa.

Neste desenho eu apenas copiei seu rosto, o corpo eu não copiei de lugar nenhum.
É que como eu estudei muito tecidos, músculos, anatomia, luz e sombra, eu não preciso mais de alguém pra posar para mim. Basta eu imaginar uma cena, um tipo de corpo, uma posição, movimento, vento iluminação etc… e eu sei como cada componente estaria (aparentaria), então eu faco.

100% exercício mental

Técnica

Grafite HB 0.5 sobre papel (sulfite comum tamanho A4)

Data


?/?/2003


History

I was wandering how the model Ana Hickmann would look like if she was a bodybuilder.

This drawing I only copy her face, the body I copy from nowhere.
As I study a lot of fabrics, muscles, anatomy, lights n shadows, I don’t need someone to pose to me. All I have to do is imagine a scene, a body type, position, movement, wind, lights etc… and I know how component would be (look like), so I make it.

100% mental exercise.

Technique

Graffiti HB 0.5 over paper (standard A4 format)

Date


?/?/2003





– Ampliar imagem / Enlarge image –
 

Histórico

Esta é a minha amiga Isa. Estilo próprio, desenha e faz suas próprias roupas.

Detalhes

Câmera: Pentax MX
Filme: 400 ASA, colorido
Iluminação: Local (artificial) + flash

Data


1/Jan/2003


History

This is my friend Isa. She’s got her own style, she draws and make her own clothes.

Details

Camera: Pentax MX
Film: 400 ASA, color
Illumination: Local (artificial) + flash

Date


1/Jan/2003





– Ampliar imagem | Enlarge image –